Como nômades na MONGÓLIA!!!!

Um dos bebês de uma das familias que nos receberam!

Um dos bebês de uma das familias que nos receberam!

Antes de tudo, pedimos desculpas pela desatualização do blog! E prometemos que daqui para frente ele será atualizado, pelo menos com muitas fotos se por acaso o nosso tempo para escrever estiver muito curto! Os dias são tão puxados e com tantas novidades para assimilarmos que quando chegamos no hotel só queremos descansar!

Escolhi escrever sobre a Mongólia pois acabamos de sair de lá ( estamos na China) e a experiência foi diferente de tudo o que já vivenciamos!Um desafio e uma grande surpresa! Será um post com muitas fotos! Mas que vale muito a pena ir até o final rs!!

Chegamos na Mongólia depois de alguns dias dentro do transiberiano ( trem que será motivo para um post só dele !). Seguimos de Irkutsk na Russia para Ulaanbataar, capital da Mongólia e onde vivem um terço da população total do país! O restante vive pelas cidades menores ou como nômades nas tradicionais Ger.

Ulaanbataar não nos surpreendeu o quanto imaginávamos, uma cidade grande, empoeirada ,poluída como várias outras, mas o que vimos no restante do país, isso sim nos impressionou muito!
Decidimos encarar uma aventura “nômade” !! Queríamos conhecer boa parte do pais além de UB mais o deserto de Gobi, e a única maneira de realizar essa nossa vontade seria com uma viagem de 13 dias em uma van bem apertadinha!

Nossos almoços eram assim!

Nossos almoços eram assim!

Nosso cantinho dentro da ger depois de uma chuva de granizo no deserto!

Dormimos assim!!

Fomos eu, Dada e mais quatro amigos que fizemos na Russia, o motorista e o nosso guia/cozinheiro!
Não foi muito fácil, nosso espaço na van era bem limitado e a estrada de chão com intermináveis buracos! Dormimos todos os dias nas Gers ( aquela tenda branca tradicional dos nômades) providenciados pelas famílias nômades! As camas eram sempre pequenas e muito, mas muito duras ( normalmente as camas na Mongólia são assim), mais parecem um de nossos cobertores do que um colchão! Não tinhamos agua corrente, ou seja, para ir ao “banheiro” tínhamos que nos afastar da ger, não que fosse um problema durante o dia, até nos habituamos, mas a noite foi um desafio ter que sair em razão do frio!
Hum, e banho? Eu fico até um pouco tímida de dizer, mas só pudemos tomar três banhos em todos esses dias, nos banheiros públicos das cidadezinhas que encontrávamos pelo caminho! Ainda bem que estava muito frio! rs
A ger era aquecida ( nem todas rs) quando colocávamos madeira em uma especie de fogão à lenha, os meninos revezavam a cada duas horas durante toda a noite para fazer isso e não congelarmos pois o frio em vários dias nos incomodou bastante!

Ai você lê tudo isso que escrevi e se pergunta: “Mas se foi assim, porque foram se aventurar e optar por não ter conforto algum?” e a gente responde sem pensar duas vezes : “Porque foi  incrível!”

FullSizeRender-18

DSC06717

FullSizeRender-20

Já de início fomos ficando boquiabertos com a paisagem que ia surgindo depois que saímos de UB!
Centenas de montanhas, milhares de cavalos,ovelhas,cabras e vacas! Pastando soltos em meio aquela imensidão! Cruzando nosso caminho a todo momento, e ali, a prioridade são deles!
Em muitos momentos vimos os cavalos correndo soltos, foram cenas lindas! Uma sensação de liberdade imensa!
E muitos pontos de oração do Shaman e do Budismo! Sempre visualizamos aqueles pontinhos coloridos em meio as cores avermelhadas da paisagem e do azul do céu que nunca vimos igual!Não existe um céu mais azul que aquele!

FullSizeRender-38

FullSizeRender-19

FullSizeRender-24

As gers aonde nos acomodávamos eram muitas vezes cercadas de animais, certo dia de manhã abri a porta para ir ao banheiro e levei um susto! Centenas de cabras paradas bem na nossa porta, olhando curiosas para mim, comecei o dia dando risada sozinha!
Ou quem sabe um cabritindo mais abusado pode simplesmente decidir entrar na sua ger.. !

FullSizeRender-36

IMG_4541

Uma coisa linda, improvável  e muito especial aconteceu nessa nossa viagem enquanto estávamos dormindo nas margens do White Lake: acordamos de madrugada com muita neve caindo!!! A paisagem ficou completamente diferente, e foi a primeira vez na minha vida que vi neve caindo, e muita!
Logo amanheceu e todos esqueceram do frio e foram “brincar”na neve, maravilhados! A paisagem ali já era maravilhosa, e com esse presente ficou ainda mais bela! Todos ficaram emocionados, inclusive nosso amigo suíço que já é muito mais acostumado com neve!

FullSizeRender-25

Um dos vários cachorros que “cuidavam” de nós! Ou apenas estavam interessados em atenção!

FullSizeRender-40

FullSizeRender-26

Pena que não dá para ver a carinha de felicidade!

E seguimos da neve para o Deserto de Gobi,a todo momento de nossa viagem eramos surpreendidos por algo, ou por imensas águias voando, ou por milhares de roedores passando em nossos pés, muito fofos por sinal, raposas e até por veados correndo ao lado do carro! E conforme avançávamos eles surgiram, os gigantes do deserto: os cheirosos camelos!

FullSizeRender-31

Ficamos acomodados aos pés das imensas dunas de areia! A paisagem não preciso nem descrever né? Podem imaginar como foi isso! Lindo! E claro que não poderíamos nos contentar em ficar ali, olhando de baixo aquele beleza de toda, tinhamos que ir até lá, no meio daquele mar de areia,até o topo!Não é tão fácil pois a areia afunda e seu esforço tem que ser muito maior, mas quando chegamos lá, nos arrepiamos com o que vimos! Literalmente um mar gigante de areia!

FullSizeRender-35

 

FullSizeRender-13

FullSizeRender-29

cópia de DSC_3875

E claro que alguma atrapalhada iria acontecer ! Quando estávamos retornando das dunas para nossa ger começou a cair uma chuva de granizo bem forte, e a gente ainda teria uma boa distância até chegar, foi uma maravilha! rs Chegamos no ger ensopados e congelando! Eu nem sentia a minha mão mais! Tenis, roupas, tudo o que tinhamos de inverno ensopado! Nossa ger virou um varal, roupas penduradas em todo o lugar! E no outro dia, ja sem chuva, só tinhamos um jeito de fazer os nossos tenis secarem que vocês poderam ver nas fotos rssss.

A melhor maneira encontrada para secar nossos tênis após a chuva de

As poucas vezes que paravamos em algum vilarejo era uma festa com a criançada!!!!Queriam falar consco, tirra fotos, brincar! E as cidadezinhas vistas do alto todas caloridas tornavam o visual muito legal!

FullSizeRender-27 FullSizeRender-28

Foi uma experiência incrível, podemos ver como é difícil e dura a vida desse povo, dos nômades, vivem em função de seus rebanhos, a alimentação é limitada e as condições não são fáceis, claro que crescendo dessa maneira eles acabam se habituando, mas ainda assim não é fácil! Porém o tempo todo vimos sorrisos, receptividade, famílias felizes e tranquilas mesmo com tão pouco!! Uma lição de vida  e de força!

FullSizeRender-32

IMG_5516 IMG_4551

 
Abaixo algumas fotos de momentos incríveis que passamos por lá!

FullSizeRender-30

Dada ajudando a família no trato com os camêlos!!!

 

 

IMG_5522

IMG_9723

 

 

2 comentários sobre “Como nômades na MONGÓLIA!!!!

  1. Tudo Lindo Mirella. Tenho certeza que está se divertindo muito. Parabéns por essa conquista. Poucos privilegiados possuem a liberdade do mundo!..
    Deus Proteja o caminho de vcs dois…

  2. Que experiência incrível!!
    Quem diria heim, Mirella vivendo com nômade por uns dias. Kkkkk
    PS: Vocês são muito bons fotógrafos.
    Bjos e boas aventura na China.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s